Para fins de melhorar a sua experiência, este site usa atualmente cookies. Eu Compreendo
Página Inicial
<   JUNHO 2019   >
SEG TER QUA QUI SEX SAB DOM
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Recomendações para perder peso de forma saudável

Recomendações para perder peso de forma saudável
30 de Abril de 2013

A Direção Geral de Saúde (DGS) publicou, hoje, dez recomendações para a perda de peso de forma saudável. Estas recomendações surgem numa altura em que o Verão se aproxima e, com ele, o aumento de publicidade direcionada para as perdas de peso rápidas e milagrosas, pouco realistas e com efeito nefasto para a saúde.


A Ordem dos Nutricionistas subscreve as recomendações da DGS dando enfoque ao ponto 3, que refere a importância de um plano individualizado e o acompanhamento por um nutricionista ou dietista credenciado pela Ordem dos Nutricionistas, para que a perda de peso seja feita de forma gradual e controlada e com efeito duradouro.


Para verificar se o nutricionista ou dietista que o está acompanhar está habilitado para tal, por favor consulte o registo nacional existente no site da Ordem dos Nutricionistas.


Registo Nacional: Clicar Aqui



DEZ RECOMENDAÇÕES PARA PERDER PESO DE FORMA SAUDÁVEL


1. A perda de peso é um processo que tem implicações na saúde.  As oscilações bruscas de peso associadas a dietas mal sucedidas podem ser perigosas. Só avance se tiver a motivação e a equipa certa para dar o primeiro passo.
 

2. Confira o seu grau de motivação.  A perda de peso implica modificações sérias no dia-a-dia e a longo prazo. Reflita primeiro se quer modificar a sua alimentação e a sua atividade física, se tem condições para o fazer, nas dificuldades que poderão surgir e como ultrapassá-las.
 

3. Avance com o apoio de um profissional.  Faça essa discussão prévia com um profissional de saúde especializado devidamente credenciado, por exemplo, pela Ordem dos Nutricionistas ou dos Médicos. Perder peso com sucesso implica um plano individualizado e o seguimento atento e cuidadoso de um especialista durante vários meses.
 

4. Envolva a sua família e amigos.  O apoio familiar neste processo de perda de peso é vital, uma vez que facilita a aquisição de hábitos de vida saudável e evita recaídas (por exemplo: disponibilizar em casa alimentos saudáveis para todos e organizar caminhadas em família).
 

5. Faça uma avaliação prévia e detalhada dos seus hábitos alimentares e de atividade física.  Quanto mais se afastar da rotina diária e dos seus gostos e preferências mais difícil será prolongar com sucesso uma "dieta". Deve distribuir as várias refeições ao longo do dia, em horário regular, não se esquecendo do pequeno-almoço e prevendo de forma cuidada situações inesperadas como fins-de-semana ou festas.
 

6. Desconfie de planos alimentares monótonos ou de substâncias milagrosas.  Dietas da sopa, de frutas ou outras que não integram ou restringem fortemente determinados alimentos, são perigosas a médio prazo pois reduzem a disponibilidade de nutrientes essenciais ao bom funcionamento do organismo. Infelizmente, ainda não existe, uma substância ou medicamento capaz de, por si só, fazer perder peso de forma eficaz, duradoura e sem riscos para a saúde.
 

7. O aumento da atividade física é decisivo.  Se tiver possibilidade de ter apoio ao nível da atividade física a possibilidade de sucesso aumenta. Por vezes, a companhia de outras pessoas com os mesmos objetivos é determinante. Recomenda-se  para a perda de peso, e a acompanhar a dieta, pelo menos 30 a 60 minutos de atividade física moderada, 5 dias por semana.
 

8. Defina prazos e objetivos realistas com o profissional de saúde. Rejeite metas impossíveis. Para quem tem peso excessivo, uma perda gradual de 5 a 10% do peso inicial (0,5 a 1Kg por semana), já traz benefícios de saúde e é um objetivo realista.
 

9. Ajude a modificar o espaço que o rodeia.  O ambiente alimentar que nos rodeia é por vezes o maior obstáculo a uma alimentação saudável. Insista para que exista água disponível no seu local de trabalho. Peça pão de mistura no seu café. Se der uma festa para crianças disponibilize fruta de forma atrativa.
 

10. Prepare-se e não desanime.  Lembre-se que em qualquer processo de mudança de hábitos alimentares o sucesso pode demorar. Vai ter, certamente, várias fases de desânimo e momentos de insucesso em que lhe vai apetecer desistir. Aprenda a lidar com estes momentos. No final deste processo pretende-se que tenha menos peso, mas acima de tudo, que tenha mais saúde e aprenda a gostar do seu corpo.